Comummente, o envio de newsletters é considerado como E-mail Marketing. De facto, esta ação faz parte da referida tipologia de marketing, porém trata-se apenas de uma de muitas metodologias utilizadas, que incluem o envio de emails promocionais e, até mesmo, de inquéritos personalizados.

Não obstante, a newsletter é, sem dúvida, um excelente cartão de visita para o contacto com o consumidor, adicionando valor à marca e maximizando a awareness da mesma. Ainda assim, urge que o envio de newsletter seja bem elaborado e que tenha um vínculo estratégico, caso contrário o efeito será, precisamente, o oposto — o de afastar o consumidor e, consequentemente, o de diminuir o funil de vendas.

Com tantas plataformas gratuitas ou em formato freemium, é natural que se pense que a criação de uma newsletter é um processo fácil, simplista até. No entanto, por forma a atingir os objetivos propostos pela sua marca, é necessário seguir algumas boas práticas, que partilhamos abaixo.

O CONTEÚDO É REI

Esta regra aplica-se a várias estratégias digitais, mas na newsletter é um fator que se eleva ainda mais premente, uma vez que este meio serve como veículo da sua marca para outros canais, como as redes sociais, ou o seu site.

Nesta senda, e como o intuito é manter a audiência engajada com a sua marca, a qualidade e a relevância do assunto da newsletter são eixos fulcrais para uma newsletter de sucesso. Por isso, tenha em consideração se a mensagem vai, efetivamente, ao encontro dos interesses do seu público-alvo e não “abuse” deste canal de comunicação — faca envios quando for, realmente, importante para a sua marca.

Coloque-se no lugar do consumidor, e opte por conteúdos relevantes, informativos e que possam esclarecer dúvidas de atuais e potenciais clientes. Outras ideias de conteúdo têm, mais uma vez, em conta o valor adicional. Pense em criar colunas de opinião frequentes, o que fideliza a sua audiência. Trate este processo como um planeamento estratégico e tenha em mente a persona (ou personas) que irão receber a sua newsletter. A partilha de E-books, Inquéritos, Parcerias, Webinares, Perguntas Frequentes (FAQ), ou, inclusive, de Estatísticas são magníficas táticas para manter a sua audiência interessada.

Muito importante: não seja “chato”, mantenha uma ótica informativa e educativa, utilizando apenas uma percentagem ínfima de cariz profissional (10%, por exemplo). Igualmente, e se possível, tente segmentar a audiência, isto é, testar (A/B Testing) e enviar diferentes newsletters para grupos de audiência distintos.

DIRETO E MINIMALISTA

Outro dos intuitos de uma newsletter é que os próprios recetores tenham vontade de a partilhar com outras pessoas. Assim, opte por um layout coerente, com pouco texto, que seja sucinto, objetivo, e que transmita a mensagem que almeja passar.

E como a estética importa, pense em homogeneizar as imagens, e os tons da newsletter, com mensagens apelativas (que incluam o apelo à ação, o tão falado CTA, Call To Action). Como em tudo, a criatividade é um ponto nevrálgico, seja nos subtítulos, na imagem, ou mesmo na disposição do conteúdo.

TRANSPARÊNCIA E CONFIANÇA

Todos os dias, a cada hora, somos bombardeados com emails promocionais e outras tantas newsletters. Por forma a transmitir uma imagem respeitável, utilize o nome da sua empresa no remetente do email. Ainda neste sentido, opte por utilizar um assunto de email que se coadune com o conteúdo que a newsletter, evite a publicidade enganosa.

Com o novo RGPD, transpareça e facilite a opção de cancelamento da newsletter ao seu recetor. Com este pequeno gesto, a sua marca ganhará pontos na reputação perante quem recebe o email. E como a melhor promoção da sua marca é feita por colaboradores ou clientes da marca, inclua testemunhos reais na sua newsletter: Certamente, ao deparar-se com uma recomendação real, a audiência tenderá a sentir-se mais confiante para com a sua marca ou negócio.

TESTAR, TESTAR, TESTAR & ANALISAR

Como em qualquer estratégia digital, teste os diferentes layouts, títulos da newsletter e o próprio conteúdo. Qualquer plataforma de envio de newsletter detém uma área dedicada a estatísticas, por isso avalie o CTR (Click-Through Rate, ou Taxa de Cliques), bem como o número de aberturas da sua newsletter (Taxa de Conversão). Outro aspeto importante será a criação de parâmetros UTM, com ligação ao seu site, o que lhe permitirá monitorizar os todos acessos através do Google Analytics, e descobrir os melhores dias e horários de envio da newsletter. Com todas essas conclusões, poderá obter, progressivamente, resultados mais otimizados.

Em caso de dúvida, ou qualquer esclarecimento adicional, a High Creative Studio tem especialistas nas diversas fases de E-Mail Marketing.
Contacte-nos!